Quer captar com editais? Cinco dicas que vão aumentar suas chances de sucesso
21 de Agosto de 2018 às 06:00
É muito difícil acessar a internet e não trombar com ao menos um edital fresquinho. Mas difícil mesmo é o que vem depois: a inscrição, a organização de documentos e a competição com outras muitas instituições que também reúnem requisitos para garantir uma fatia do recurso.

Bruno Barroso, sócio-fundador da plataforma Prosas, especializada em editais, relata que só em 2017 foram mais de 1.200 oportunidades desse tipo destinadas para o setor social.

Ainda assim, conta ele, muitas organizações da sociedade civil deixam escapar boas oportunidades por não se prepararem com a devida antecedência ou até mesmo, não raras vezes, por perderem o prazo de inscrição.

Com o conhecimento de quem apoia a gestão de editais e também com ampla experiência na elaboração de projetos, Barroso dá cinco dicas que toda organização deveria seguir para ser bem-sucedida na captação com editais.

Veja abaixo!

Crie uma agenda de editais

“Os editais tendem a ser lançados sempre na mesma época do ano. Faça um calendário para se organizar com base nos editais do ano anterior, para correr menos riscos de deixar passar. Escolha alguém na sua equipe para ser o responsável por, ao menos uma vez por semana, checar quais são as novidades. Rotina é importante para não perder oportunidades”, recomenda.

Nem todo edital é para você!

“Muitas organizações acabam inventando projetos para um processo seletivo, quando deveria ser o contrário: elas deveriam buscar os editais que podem financiar algo que está no seu planejamento.”

O fundador da plataforma Prosas relata que com frequência escuta de quem lança editais de que muitas organizações parecem não ler o regulamento e, com isso, inscrevem projetos desalinhados. Ele aponta ainda que como os processos de inscrição costumam ser detalhados e envolvem muita gente da instituição, tentar toda e qualquer oportunidade – principalmente aquelas fora do solicitado no edital - pode gerar “fadiga e descrença entre as pessoas da sua equipe”, completa.

Organize-se

“Entre ser lançado e acabar o prazo de inscrição de um edital, passam-se entre 30 e 45 dias”, diz Barroso. Até por isso, ele ressalta que as entidades devem se organizar para evitar “corridas contra o tempo”, principalmente tendo a documentação básica em dia e os planos de trabalho rascunhados. “Muitas vezes, um projeto é bom e alinhado a um edital, mas no final das contas acaba não sendo selecionado porque não tinha os documentos necessários.”

E quais são esses documentos que já devem estar em mãos? Barroso indica alguns deles: estatuto social, ata de eleição dos dirigentes atualizada e registrada, certidões negativas de débito (municipal, estadual e federal), balanço financeiro e documentos dos dirigentes.

Mostre o que te torna único

“Na hora de apresentar o seu projeto para um determinado edital, você precisa enfatizar os aspectos que tornam a sua organização única e a mais apropriada para realizar aquilo que propõe”, indica Barroso.

Às vezes, o diferencial do seu projeto pode estar na sua equipe, que tem uma experiência única para lidar com aquele problema social. Em outros momentos, o foco pode ser a sua organização, que há muitos anos atua num determinado território ou que tem uma certa metodologia premiada. Esses argumentos precisam ser apresentados ao financiador e a ênfase pode inclusive variar dependendo da regra de cada edital.

Vá direto ao ponto

Na hora de inscrever seu projeto, evite ser prolixo. “Muitos editais apresentam critérios objetivos de escolha. Apresente da forma mais clara possível como sua organização atende a cada um deles, mas evite textos muito genéricos e extensos. Lembre-se que, do outro lado, há uma pessoa avaliando centenas de projetos. Uma dica é se estender somente sobre aquilo que mostre que a sua instituição ou projeto é único para aquele edital.”


Notícias mais populares

Gestão
Em agosto de 2017, a revista ÉPOCA e o Instituto Doar divulgaram a primeira ediç&...
Contexto e tendências
Criado para tornar mais transparentes as parcerias entre a administração públic...
Profissional captador
A captação de recursos é fundamental para a sustentabilidade de uma organiza&cc...