Como se destacar no meio digital?
13 de Agosto de 2018 às 06:00
As mídias digitais ficam cada vez mais disputadas com o passar do tempo

Você já deve ter percebido o quão importante é ter a sua organização dentro das mídias digitais atualmente. Os dispositivos móveis e o acesso das pessoas à internet cresce a cada dia, se tornando um dos principais canais utilizados pela população. O desafio aqui é que, assim como crescem os acessos, aumentam o número de empresas e conteúdos que tem o intuito de chamar a atenção dos usuários na rede.

Quando você se dá conta disso, parece impossível conseguir criar uma estratégia eficaz dentro do meio social. Mas eu digo que só parece, porém é um trabalho que exige resiliência, dedicação e esforço da sua parte para que funcione corretamente. Nesse artigo eu trouxe algumas dicas para você sobre como pode se portar no meio digital para conquistar um sucesso maior.

O mercado

O terceiro setor ainda não utiliza com muita força o meio social, e isso é um tanto quanto triste se formos pensar na importância dele atualmente. Por outro lado, é um bom momento para se destacar, realizando testes, errando e acertando até criar uma comunicação própria que impacta o seu público.

O maior concorrente das organizações nesse meio são as empresas. Isso acontece porque elas criam conteúdos atraentes de acordo com um desejo de consumo dos usuários. Mas, pensa comigo, o ato de doar é algo que afeta o sentimento das pessoas, bem como as causas sociais. Pensando nisso, o maior trunfo que as organizações têm é o conteúdo que podem gerar com o assunto que impacta diretamente o pensamento dos possíveis doadores.

Nesse caso, a primeira dica que eu tenho para dar para você se destacar no meio digital é:

Conheça o seu doador

Para poder conquistar uma pessoa, é necessário entender ela, saber como se comporta e seus gostos em comum. A sua comunicação será muito mais efetiva se você souber o perfil das pessoas com quem está lidando, como elas se comportam no dia a dia, quais os canais que mais acessam dentro do meio digital e que tipo de conteúdo é relevante para elas.

Você pode criar um documento com essas informações e moldar toda a sua comunicação para esse perfil. Um exercício interessante é imaginar qual o seu doador ideal com base numa pesquisa que levante esses dados e criar realmente uma personagem em que você centraliza tudo o que for fazer. Esse exercício é denominado Donor Persona e a Trackmob disponibiliza um e-book gratuito ensinando como fazer isso, você pode baixar aqui, caso tenha interesse.

Para saber se a sua organização está se comportando como os seus doadores, você vai precisar dessa segunda dica:

Conheça a sua OSC

Parece estranho dizer que você precisa conhecer a sua própria organização, mas é a verdade. Muitas pessoas acabam acreditando que a organização é vista de uma forma, quando na verdade se comporta de outra totalmente diferente. Por isso, é importante realizar uma pesquisa interna e comunicacional, com tudo o que você já fez, e entender qual o perfil da sua própria organização.

Nesse momento é interessante que você realize a mesma prática citada acima, mas agora é o Brand Persona (baixe o e-book aqui). Com ele você consegue estabelecer uma comunicação com uma porcentagem mínima de erro, já que serão dois perfis parecidos que se conversam para um mesmo fim.

Dê prioridade ao propósito

O doador não faz uma doação pensando em ajudar a organização, mas sim querendo ser relevante para a causa social que ele defende, e encontra a sua OSC como um meio para tornar esse sonho de mudar o mundo cada vez mais real. Se você prioriza as ações que toma e a sua própria organização na argumentação, o doador desiste de ajudar, pois sente que estará pagando a estrutura de uma instituição ao invés de erradicar a o problema social.

Por isso, é importante que você priorize o motivo de estar trabalhando: a causa. Com isso, você consegue afetar diretamente o benefício que a pessoa terá ao doar, que é observar o problema diminuindo, ajudar, se sentir bem e ter a sensação de realmente estar fazendo algo relevante pela causa. Fale primeiro do seu propósito, depois como você trabalha para impactar a causa e por último cite a sua organização.

A Trackmob também tem um e-book especial sobre esse assunto chamado Golden Circle, você pode baixar aqui e aprender como melhorar o argumento da sua organização com base no propósito.
Crie histórias envolventes

A humanidade sempre foi movida por histórias e as pessoas se emocionam tanto a ponto de concordar com uma proposição que o contador faça. Isso é utilizado na comunicação como uma forma de encantar o público e levá-los a tomar a decisão que você quer. Para isso, você precisa passar por algumas etapas no seu modo de argumentar que levam o leitor a se tornar o herói da história.

Essa prática está inteiramente ligada ao tópico anterior, onde você fala do propósito. Porém, a ideia aqui é você deixar claro que a luta pela causa é possível por causa do doador. Por isso, apresente primeiramente o problema, algo que faça o público concordar com você. Logo após, prometa a solução, mas argumente sobre a importância do doador nela e que ele pode ajudar a resolver. Fale sobre o problema maior que se relaciona à sua causa e, por fim, diga qual a sua solução e que benefícios o doador terá ao ajudar.

O formato de escrever a história foi criado com base no estudo de Joseph Cambel em cima de diversas histórias da humanidade. 

Compartilhe e seja transparente

Seja transparente e compartilhe tudo o que você faz. Publique fotografias, vídeos e conteúdos mostrando ao seu público como você trabalha e mantenha uma comunicação próxima deles, os deixando animados com o seu trabalho e esperançosos de que a OSC pode realmente mudar o mundo.

Você pode fazer isso dentro dos seus maiores canais de comunicação, como as redes sociais e site. É interessante que você utilize linguagens diferentes para publicar o mesmo conteúdo nos diversos canais. Por exemplo, se você for realizar uma postagem no Facebook, coloque uma fotografia ou vídeo de um evento que você fez, e descreva em forma de texto.

Usar o e-mail marketing para isso também é uma boa estratégia.Você consegue um contato muito mais próximo com seu público e pode pedir as doações de forma pensada para que o resultado seja positivo. Pelo e-mail, você consegue manter o doador informado a respeito de tudo o que é necessário, como cartão vencido, doação efetivada e notícias sobre a causa que você defende.
Isso faz com que as pessoas gostem cada vez mais da sua organização, trazendo novos doadores e se mantendo em recorrência.

Conclusão

O meio digital hoje é um dos (senão o) mais importantes para atingir as pessoas com uma mensagem e o que leva à atenção são as boas histórias e a relevância e veracidade das informações. O terceiro setor ainda é precário nesse aspecto, o que é triste, mas gera a oportunidade para aqueles que observam a importância do marketing digital de começar se destacando.

Utilize todo o potencial das boas histórias, encante o seu doador e argumente de forma relevante e interessante com eles. Dessa forma você aproxima as pessoas da sua organização, se comunica de forma assertiva e atinge de forma efetiva aqueles que você precisa. 


Publicado por

Notícias mais populares

Gestão
Em agosto de 2017, a revista ÉPOCA e o Instituto Doar divulgaram a primeira ediç&...
Contexto e tendências
Criado para tornar mais transparentes as parcerias entre a administração públic...
Profissional captador
A captação de recursos é fundamental para a sustentabilidade de uma organiza&cc...