Crowdfunding: uma entrevista com Médicos Sem Fronteiras
11 de Dezembro de 2015 às 17:28

Confira a entrevista com Michelle Braga, Gerente de Relacionamento com Doadores e One to One de Médicos Sem Fronteiras. A organização desenvolveu uma campanha de crowfunding que conseguiu arrecadar 530% da meta inicial.

Candice: Por que crowdfunding?

Michelle: Estávamos procurando uma forma de receber doações e enviar os calendários como recompensa, pois nossos doadores adoram o material. Já havíamos feito em anos anteriores com sites de compra coletiva.

Candice: Por que arrecadar fundos?

Michelle: Médicos Sem Fronteiras atua em cerca de 70 países levando ajuda médica-humanitária aos nossos pacientes e salvando a vida de pessoas. Muitas vezes atuamos em lugares que não possuem sistema de saúde gratuito. Para desenvolver esse trabalho, precisamos de recursos. Contamos com a ajuda de quase  5 milhões de doadores em todo o mundo. O fato de a maior parte desses recursos vir de doações privadas (mais de 90% em 2013) também possibilita que Médicos Sem Fronteiras atue de forma independente de poderes políticos e econômicos, um dos princípios que garante que estejamos em situações de conflito como no Afeganistão, na Síria e em diversos países.

Candice: Qual o resultado da sua campanha?

Michelle: Arrecadamos mais de 54 mil reais com essa campanha na Kickante! Só para você ter uma ideia de como esse valor é importante, conseguimos adquirir cerca de 71.500 saches de alimento terapêutico à base de pasta de amendoim para tratar desnutrição severa em crianças ou mais de 72.120 vacinas contra o sarampo.

Candice: O que achou da experiência?

Michelle: A primeira campanha de MSF com a Kickante, realizada em novembro de 2013, superou e muito as expectativas e arrecadou R$ 42.000,00 (420% da meta)! Felizes com o desempenho, Médicos Sem Fronteiras lançou uma nova campanha e esta arrecadou R$ 12.500,00! Ao todo, foram R$ 54.500,00 em apenas dois meses!

Candice: Você faria crowdfunding de novo?

Michelle: Sim. E já estamos com uma nova campanha. Nessa campanha, ao fazer uma doação de R$49,00, o doador pode receber de brinde uma capinha de celular de Médicos Sem Fronteiras. Pedimos que, ao receber a capinha, as pessoas postem uma foto com a hashtag #torcidaMSF , para sensibilizar mais pessoas a doarem e entrarem nessa torcida pela vida. Doe agora e participe da #torcidaMSF!

Candice: Algo mais que deseje falar/salientar?

Michelle: Há inúmeras organizações no Brasil, de diferentes tipos e tamanhos, que podem se beneficiar com o crowdfunding para arrecadar recursos para seus projetos. O importante é entender e adaptar as ferramentas para atender às necessidades das Organizações.

Esta entrevista foi adaptada para sua publicação no site da Captamos. A versão completa e original pode ser acessada na páginahttp://www.kickante.com.br/blog/blog/qual-boa-crowdfunding-entrevista-medicos-sem-fronteiras.


 


Notícias mais populares

Profissional captador
A captação de recursos é fundamental para a sustentabilidade de uma organiza&cc...
Fontes e técnicas
Não importa se é um jantar, um bazar ou um leilão. Eventos de captaç&ati...