Captação online: a importância da presença digital para as ONGs
12 de Março de 2018 às 06:00
Por que eu devo captar recursos online?

As mídias sociais vem crescendo a cada dia e se tornando indispensáveis. O Brasil conta com 93,2 milhões de usuários nas diversas redes sociais, e esse número está crescendo gradativamente atualmente.

Por conta desse grande crescimento e número de usuários, é importante estar presente nos meios online para se aproximar das pessoas e impactar o público que está interessado em saber sobre a causa e sua organização.

Podemos trazer aqui o fato de que milhares de pessoas tem interesse em ajudar o mundo e ajudar certas causas a quais se identificam. Porém, ao buscar na internet (google ou redes sociais) sobre quais ongs ele pode ajudar, ele vai se deparar com muitas organizações despreparadas para receber a doação (conforme pesquisa trackmob). 

Ai a importância de estar com seu online estruturado. Agora a pergunta é, como fazer?

Como captar recursos online?

Para conseguir captar recursos online, você precisa realizar um trabalho de conteúdo em vários meios digitais, para ajudar a sua organização a ter mais presença digital e aparecer com mais facilidade nos momentos em que seu público buscar algo relacionado com o seu trabalho, levando a um maior engajamento e gerando fãs que consequentemente se tornam doadores, voluntários, patrocinadores ou contribuem de alguma forma com a sua ONG.

Existem muitas plataformas que você pode usar de maneira gratuita para criar canais. Utilize mídias como as redes sociais e a criação de um blog / site para a sua organização, pois são as mais importantes para ter presença digital atualmente devido ao grande acesso a esse tipo de conteúdo por parte das pessoas.

O conteúdo que você entregar precisa atender as expectativas das pessoas que irão consumir ele. Veja abaixo uma estrutura que você pode adotar antes de criar o material:
 
  • Ofereça temas que você domina e consiga escrever de forma aprofundada;
  • Observe se o tema escolhido é relevante para o seu público;
  • Pense num título que atraia as pessoas;
  • Pesquise sobre o tema (mesmo se for expert no assunto);
  • Certifique-se de que o seu conteúdo atende a dúvida proposta no título;
  • Adicione a chamada para a ação no final do conteúdo (chamando para ver outro material, se voluntariar, levar para a página de doação, ou o que achar necessário);
  • Promova seu conteúdo em todos os canais em que estiver presente.
Como chegar em mais pessoas?

Para atingir o público, você precisa criar o conteúdo dentro de um canal e promover ele das mais variadas formas possíveis. Saiba quais meios você pode estar presente e como colocar os seus materiais dentro deles de forma que converta os usuários em ajudantes da sua organização:

Redes Sociais

As redes sociais são hoje um dos canais mais acessados pela população, se tornando um local crucial para estar presente e promover a sua organização. Você provavelmente já viu páginas de marca dentro de alguma rede social que você tenha uma conta particular, como o Facebook, por exemplo.

Através das redes sociais, você consegue criar conteúdo que possibilita maior engajamento e proximidade do público, favorecendo melhor contato. Esse meio também facilita o compartilhamento da sua mensagem, ajudando os fãs da sua organização a replicar suas publicações com os amigos e trazer mais pessoas para ajudar você.

Existem diversos tipos de redes sociais, feitas para diversas finalidades. A mais conhecida é o Facebook que possibilita conteúdos mais abrangentes e atualmente carrega muitos usuários. Você consegue monitorar os resultados com uma ferramenta gratuita que existe dentro da plataforma, onde você também consegue criar as suas publicações.

Você pode usar sites gratuitos como o Canva, que ajudam a criar posts para o Facebook com design bonito de forma fácil e rápida. É interessante realizar pelo menos uma publicação por dia, criando cultura com seus fãs, fazendo com que eles esperem por seus posts diariamente.

Usando ferramentas como o Google Planilhas, você consegue fazer a gestão de conteúdos e temas legais para publicar, se organizando para fazer posts todos os dias com assuntos que são relevantes para o seu público.

Blog e site

Através do blog, você consegue entregar conteúdos que levem o seu público à ação, gerenciando os temas para que chamem a atenção das pessoas e entreguem a elas as respostas que procuram. No site, é possível adicionar informações institucionais, como a história da sua ONG, quais projetos você realiza, qual causa defende e formas de entrar em contato. O Blog pode ser uma aba que fica inserida dentro do site, mas é importante que as informações estejam separadas para não confundir o usuário. 

Para criar sites e blogs, você pode usar sites como o Wix, Wordpress e Weebly, que oferecem pacotes gratuitos para a criação de portais personalizados. Essas plataformas também entregam versões pagas com alguns benefícios que podem ser bons para a sua organização, deixando o seu site mais profissional, mas você precisa avaliar se é rentável.
O blog e o site ajudam você a aparecer dentro dos buscadores e levar os usuários para a ação através dos conteúdos que você criar. Se organize para manter as pessoas informadas sobre o seu trabalho e trazendo postagens explicando algo relevante para elas. Vou dar um exemplo: uma ONG que trabalha com direitos humanos pode escrever sobre quais são os direitos da criança e do adolescente.

Assim como nas redes sociais, o blog deve ter postagens toda semana em dias certos, como segunda e terça, por exemplo. Assim, as pessoas que seguem a sua organização na internet criarão a cultura de se atualizar no blog nesses dias, pois saberão que terá conteúdos novos.

E-mail

O e-mail é um ótimo canal para se comunicar com as pessoas que se interessam pela sua organização. Por essa plataforma, você consegue enviar avisos sobre pagamentos de doação efetivados, datas de eventos, felicitações em datas comemorativas e promover os conteúdos que você está fazendo.

Você pode pensar em estratégias para pegar o contatos dos usuários — como criar materiais ricos em conteúdo e fornecer eles em troca de informações — e criar uma base de dados, automatizando e-mails para diversas finalidades, por exemplo a promoção de conteúdos do blog, avisos de doação realizada, manter doadores ativos e outras campanhas que você desejar.

Com o e-mail, você mantém seus doadores e as pessoas do seu banco de dados atualizadas sobre os status das ações deles, informadas a respeito dos seus conteúdos e projetos e engajadas com a sua organização por receber mensagens suas sabendo que você está trabalhando por um mundo melhor.

Para manter seu banco de dados de forma organizada e simples, ajudando na criação de campanhas efetivas e que gerem bons resultados, recomendo o uso do CRM, que permite a criação de réguas de relacionamento para diversas necessidades e automatiza o envio de e-mails para cada ação que cada contato fizer.

Mídia paga

Os meios sociais contam com a possibilidade de promoção paga dentro da internet. Através dela fica mais fácil encontrar os conteúdos que você faz nos canais que agora a sua organização está presente.
Dentro do Facebook, há o gerenciador de anúncios, onde você consegue criar campanhas voltadas ao públicos específicos. Vou explicar:
 
  • Imaginemos que aquela organização que cuida dos direitos humanos deseja realizar uma série de posts sobre os direitos da criança e do adolescente, mas eles precisam impactar sumariamente os adultos. 
  • A pessoa que está responsável pela fanpage entra no gerenciador de anúncios e cria uma campanha denominada Direitos humanos. 
  • Dentro dessa campanha, a organização cria um conjunto de anúncios chamado “Direitos da criança e adolescente”, sendo essa etapa o momento de especificar o público a ser impactado, no caso do exemplo, homens e mulheres brasileiros de 25 à 40 anos. 
  • Feito o conjunto de anúncios com o público, basta marcas os posts que você deseja impulsionar
  • Agora, a ONG finaliza criando regras no sistema para que os posts parem de ser promovidos ao atingir um valor x, a fim de não extrapolar a verba.
Para promover os artigos do blog, o caminho é basicamente o mesmo, porém é feito pelo Google AdWords e ao invés de escolher o público, você seleciona as palavras-chave (palavras que as pessoas devem buscar no Google para encontrar o seu conteúdo) referentes ao tema que você deseja promover.

O Google possui grande ajuda para organizações sem fins lucrativos: o Google Ad Grants. Essa ferramenta entrega 10 mil dólares mensais para as ONGs gastarem no AdWords e promoverem o site e conteúdos. Para fazer parte desse benefício, a organização precisa fazer o cadastro no Google para organizações sem fins lucrativos e estar qualificada pelas exigências da plataforma.

Página de doação

Uma ferramenta que ajuda muito na captação online é a página de doação, que pode ser implementada dentro do seu site para captar a doação dos usuários através de boletos bancários e conta-corrente. A essa plataforma ainda recebe os informações como nome e e-mail do doador e pode fazer parte do seu banco de dados.

A Trackmob é uma das que fornece esse produto, ajuda você a gerenciar suas campanhas e facilitar o ato de doar para as pessoas. Você consegue criar páginas de doação para a sua organização ou para projetos específicos. Essa ferramenta não precisa ser utilizada apenas para doações monetárias, mas também para voluntariado para eventos que a sua organização for promover.

A Página de doação pode ser interligada com o seu CRM, que automatiza a entrada de novos doadores no banco de dados, ajudando você a relacionar essas pessoas nas réguas de relacionamento que atinja suas necessidades.

Monitorando resultados

Redes sociais como o Facebook e o Instagram possuem métricas para visualizar os resultados dos conteúdos que você publica. Na gestão da página, há botões que leva para a ferramenta de visualização das interações com cada publicação, o que deixa claro o sucesso dos temas que você está abordando com o público atingido.

Para o blog e site, o Google Analytics entra em ação, entregando uma ferramenta que fornece a análise dos conteúdos da sua página, seja ela do blog ou do site, mostrando estatísticas de sucesso de cada conteúdo. O Analytics ajuda você a perceber se a sua estratégia de materias está funcionando e levando para a ação ou se é necessário abordar temas diferentes e promover para outros públicos.

O Google para organizações sem fins lucrativos possui plataformas voltadas para organizações que ajudam você a gerenciar e monitorar situações que auxiliem na criação de novos projetos. O Google Earth solidário, por exemplo, mapeia ocorrências que afetam a sua organização em pontos específicos; enquanto o Google One Today aproxima a sua organização de patrocinadores que desejam se tornar parceiros na defesa da causa.

Implementando o conteúdo

Adotando todas as dicas que eu citei nesse texto, você terá maior sucesso na captação online. Não se esqueça de adicionar as chamadas para a ação nos seus conteúdos de acordo com a necessidade. Chame os usuários para se tornarem doadores, voluntários, parceiros ou auxiliarem a sua organização de alguma forma. 

Os conteúdos possuem a finalidade de formar e informar as pessoas que buscam por aquela informação, mas também em ajudar elas a saber como transformar o mundo. Implemente essas publicações nos diversos canais que puder, interligue eles para promover seus conteúdos de forma orgânica e utilize de toda a ajuda que puder para a promoção de forma paga também, como o Google para organizações sem fins lucrativos.

Não perca a oportunidade de ter a presença digital e evoluir a forma de captar recursos junto com a tecnologia. O terceiro setor precisa estar conectado e se comunicar com as pessoas para que possamos transformar a cultura de doação no país e criar um mundo melhor.


Publicado por

Notícias mais populares

Gestão
Em agosto de 2017, a revista ÉPOCA e o Instituto Doar divulgaram a primeira ediç&...
Contexto e tendências
Criado para tornar mais transparentes as parcerias entre a administração públic...
Profissional captador
A captação de recursos é fundamental para a sustentabilidade de uma organiza&cc...